Páscoa: morte, ressurreição e vida eterna

Querido leitor, neste domingo de Páscoa eu te convido a refletir e a agradecer ao Nosso Senhor Jesus Cristo pelo Seu sacrifício na cruz, pela Sua ressurreição, pela nossa salvação e pela promessa de vida eterna que através Dele nos foi concedida.
Jesus se deu em sacrifício de sangue por nós, para que nossos pecados fossem perdoados.

Em João 10:17-18, a Palavra de Deus diz:
Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para retomá-la. Ninguém tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho autoridade para a dar, e tenho autoridade para retomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai.

Em João 10:28, a Palavra de Deus diz:
Eu lhes dou a vida eterna, e jamais perecerão; e ninguém as arrebatará da minha mão.

Em João 11:25, a Palavra de Deus diz:
Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá;

Jesus levou sobre si nossas dores e nossas enfermidades, o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele e pelas Suas pisaduras fomos sarados.

Em Isaías 53:4-7, a Palavra de Deus diz:
Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós. Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a boca; como um cordeiro que é levado ao matadouro, e como a ovelha que é muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a boca. 

Em João 1:12, a Palavra de Deus diz: ”Mas a todos os que o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, os que crerem no seu nome”.

Em Romanos 10:9-10, a Palavra de Deus diz:
Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.

O amor de Deus é incondicional. Jesus é o Filho de Deus e foi enviado ao mundo para sofrer e morrer na cruz, em nosso lugar, por causa de nossos pecados. Já o pecado é tudo aquilo que ofende a santidade de Deus: guardar mágoas, mentir, roubar, adulterar, falar mal, cobiçar o que não é nosso, matar, etc. O salário do pecado é a morte, mas temos o dom gratuito de Deus, que é a vida eterna em Cristo Jesus Nosso Senhor. Por isso, temos que decidir o que queremos: morte ou vida. Se a escolha for vida, devemos aceitar a Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador.
Se você crê em Deus e em Seu Filho Jesus, não gostaria de parar um pouco esta leitura e fazer esta oração, em voz audível, só você e Deus, dizendo que o aceita como seu Salvador? Se decidir que sim, então ore:
Senhor Jesus, eu agradeço pelo Senhor ter morrido na cruz em meu lugar. Eu é que merecia aquele castigo. Eu sei que sou pecador (a), mas estou arrependido (a), por isso peço que o Senhor entre agora no meu coração, em minha vida e me limpe de todo pecado. Escreve meu nome no livro da vida. Eu agradeço porque o Senhor morreu e tornou a viver. Sendo assim, eu o aceito como meu Salvador. Quero que seja meu Senhor e dono para sempre. Em Teu nome, eu peço. Porque eu confesso que Jesus Cristo é o Senhor. Amém

Feliz Páscoa a todos!


Foto por Naypong de freedigitalphotos.net

2 Comments

  1. Sergio says:

    Lindo Cristina! Precisamos realmente parar e refletir o que estamos fazendo para agradar ao Senhor Jesus que morreu na cruz por nós, devemos lembrar que não somos merecedores, recebemos a salvação através da graça, não pelas nossas ações, mas sim, por nos arrependermos verdadeiramente dos nossos pecados e obedecer aos seus mandamentos, O adorando em espírito e em verdade.

    • Cristina Polverini says:

      Sim! Assim eu espero, Sérgio!
      Feliz Páscoa! Deus o abençoe!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *